Wednesday, 13 January 2010

A solidão do dia


Barcelona, Janeiro de 2010. Fotografia de A.C.

O céu invernal tem contornos de flores de gelo. A neve acumula-se nas montanhas mas resiste com teimosia a descer a Barcelona. Nestes dias a alba parece elevar-se no ar levada pelas gaivotas da praia, como uma canção levada pelas estrelas. Janeiro demora-se no horizonte, desliza sobre a gélida e tranquila água do Mediterrânico e pede-nos paciência. Demorará a passar este Inverno, com o seu leque de cores espessas, um longo tecido escuro bordado pelas mãos da noite. Está tanto frio aqui na praia. Ao meu lado, sob o grosso cachecol de lã, a Anna suspira pela próxima Primavera, pela suavidade da brisa marítima. Alguns pescadores passam pelo areal, por vezes caminhando devagar e com um certo descuido de profeta. O sol frio aparece pouco a pouco, e eu aprecio com vagar a beleza das cores que vão mudando. Pertenço a este silêncio do canto onde o temporal deixou aparecer alguma beleza, a este território onde a solidão faz passar o dia com as suas tristes aves ocultas.

3 comments:

testaravida said...

Fazes o Inverno mais rigoroso parecer uma delícia. Também por isso, gosto de ti.

K. said...

:)

Obrigado. Eu também gosto de ti, vim do teu blog e digo-te que li e reli o que escreveste.

Júlia Coutinho said...

Fazes-me sentir vontade de ir a Barcelona... um velho sonho adiado...